Artigo original: How to Create a Great Technical Course, escrito por Beau Carnes

Traduzido e adaptado por: Daniel Rosa

Neste artigo, ensinarei a você como criar um curso técnico incrível em vídeo.

Sou o responsável pelo canal do freeCodeCamp.org no YouTube, onde publicamos cursos técnicos de vários colaboradores. Cursos em formato de vídeo que seguem as diretrizes deste artigo geralmente são usados no canal do freeCodeCamp.

Como planejar um curso técnico para o YouTube

Escolha um tópico

Selecionar o tópico certo para seu curso é muito importante. Escolha um tópico que você ache que pode ensinar bem.

Embora seja melhor que você já tenha muita experiência no assunto, a experiência prévia não é necessária. Se você já não sabe muito sobre o tópico, terá que pesquisar bastante para poder ensiná-lo bem.

Um curso sobre um tópico popular quase sempre tem mais visualizações do que um tópico menos popular, mesmo que o curso sobre o tópico menos popular seja um curso melhor.

Determinar quais tópicos são os mais populares não é a única forma de selecionar um tópico, mas pode ser útil. Algumas maneiras de se descobrir tópicos populares é usar o Google Trends, pesquisar no YouTube e observar que tópicos são os mais visualizados nos outros canais.

No canal do freeCodeCamp, publicamos cursos sobre uma grande variedade de tópicos, até mesmo alguns que não são tão populares. Publicamos cursos amplos que podem ter entre 90 minutos e 24 horas de duração. Um tópico que combine bem com um vídeo mais curto pode não ser adequado ao nosso canal.

Existem dois tipos de cursos que publicamos em nosso canal do freeCodeCamp, podendo haver algumas sobreposições neste caso:

  1. Cursos amplos sobre uma única tecnologia, linguagem de programação ou framework.
    Exemplos:
    - Learn Python - Full Course for Beginners
    - Postman Beginner's Course - API Testing
    - Flask Course - Python Web Application Development
  2. Cursos sobre desenvolvimento em um projeto do mundo real.
    Exemplos:
    - Create an Instagram Clone with React, Tailwind CSS, Firebase
    - Code a Discord Bot with JavaScript
    - E-commerce Website With Django and Vue Tutorial

Crie o título e o thumbnail do curso

Títulos e thumbnails do curso são muito importantes.

Se você enviar um curso para o canal do freeCodeCamp, criaremos o título e o thumbnail para o curso. No entanto, estamos abertos a sugestões e a ideias.

Pode ser útil escolher um título antes de criar um curso. Isso ajudará você a se concentrar no tópico do curso. Um curso orientado facilita que os espectadores consigam acompanhá-lo.

Cursos com títulos sucintos que claramente comunicam o que os espectadores aprenderão quase sempre têm um desempenho muito melhor do que os cursos com títulos longos e ambiciosos.

Os títulos devem incluir termos de pesquisa chave sempre que possível. Se um curso é sobre a criação de um determinado projeto, é melhor colocar a linguagem de programação antes do título do projeto, pois as pessoas provavelmente reconhecerão e procurarão pela linguagem de programação.

Pode ser útil inserir palavras como "Tutorial" ou "Curso" no título, pois as pessoas geralmente incluem esses termos nas pesquisas.

Exemplos de títulos de sucesso:

  • "HTML Full Course - Build a Website Tutorial"
  • "Native Android App Tutorial: WhatsApp Clone"
  • "OpenGL Course - Create 3D and 2D Graphics With C++"

Exemplos de títulos sem sucesso:

  • "How to build a social media app with Python (Django) - Setting up the project"
  • "Creating a Flappy bird game for an Android phone"
  • "Number Systems"

Identifique seu público

Não se esqueça de manter seus espectadores em mente. Seu curso é destinado a um público iniciante, intermediário ou avançado?

O público-alvo deve ser evidente tanto no título, quanto no conteúdo do curso.

Design geral do curso

O curso deve iniciar com uma introdução que, claramente e de modo conciso, comunique o motivo de o curso ser importante para o aluno.

É importante informar aos espectadores diretamente o motivo para que assistam seu curso e o que vão aprender.

Também é importante manter a introdução breve para entrar no conteúdo verdadeiro do curso o mais rápido possível. Se você levar muito tempo antes de começar a ensinar aquilo que o espectador buscava, você corre o risco de o espectador desistir e escolher outro curso.

Não há uma regra clara sobre o tamanho da introdução, mas deve haver um resumo do curso nos primeiros dez segundos do vídeo.

Ao projetar um curso, você deve usar exemplos memoráveis e criativos, com diagramas sempre que for apropriado. Certifique-se de que o curso comunica o motivo de você estar fazendo o que está fazendo, não apenas como ou o que você está fazendo.

Por fim, não se esqueça de dar um resumo ao final, incluindo as coisas mais importantes que podem ser aprendidas neste curso.

Design dos slides

Ao criar os slides ou o texto na tela, a coisa mais importante a lembrar é tornar o texto o maior possível. Não se esqueça de usar o contraste apropriado entre o texto e o segundo plano. Se o contraste ou as cores forem muito semelhantes, pode ser mais difícil de ler, especialmente para as pessoas com dificuldade visual.

Se você quiser, pode tentar usar as cores e fontes do guia de estilo do freeCodeCamp.

Diagramas, imagens e cores devem complementar e reforçar aquilo que você está falando.

Para manter o interesse dos espectadores, Não se esqueça de mudar as coisas frequentemente na tela. Como regra geral, não fique mais de 15 segundos em um mesmo slide ou trecho do vídeo. Isso não se aplica a quando você estiver digitando código na tela.

Prepare seu código

Você deve preparar seu código antes de usá-lo no curso. Isso é especialmente verdade quando o curso ensina como criar um projeto específico.

Garanta que o código seja limpo e fácil de ler. A menos que você tenha um bom motivo, use um código tão simples quanto possível para facilitar seu acompanhamento.

Se isso se aplicar ao seu curso, crie o código inicial e permita que seus usuários baixem o código.

Definitivamente, disponibilize o código final para os usuários. O modo mais simples para que a maioria dos usuários possa baixar o código é colocando-o no GitHub.

Como gravar um curso técnico para o YouTube

As três coisas mais importantes ao gravar um curso são:

  1. Usar um bom microfone.
  2. Se estiver mostrando código na tela, faça com que seja o maior possível.
  3. Certifique-se de que a resolução de vídeo seja, pelo menos, de 1080p (720 é o mínimo absoluto).

Se tiver um áudio ruim ou um código pequeno, as pessoas deixarão de assistir imediatamente — antes mesmo de verem o conteúdo real do vídeo.

Existem três áreas que devem ser levadas em consideração ao gravar um curso: áudio, vídeo e captura de tela.

Áudio do curso

Quase todos os microfones USB serão melhores do que os microfones integrados de seu computador. Se conseguir comprar um deles, sugiro usar um desses microfones:

Se não puder comprar um desses, faça alguns testes com gravação de áudio em um telefone celular. Dependendo de qual você e de qual computador você tiver, há uma possibilidade de o telefone celular ter uma gravação de áudio melhor que a do seu computador.

image-65
Microfones!

Ao gravar o áudio, ele deve ser alto e claro. Ele não deve ter cortes, distorção e ruídos de fundo que possam distrair. Se precisar, edite ou regrave se os ruídos de fundo forem muito perceptíveis.

Ao falar, tente dar a aparência de confiança e seja engajador. Use um ritmo natural e um tom de conversa. Evite pausas esquisitas e palavras como "hãããã" ou "uhmm".

Vídeo do curso

Embora não seja obrigatório, geralmente é bom que você apareça em frente à câmera, pelo menos no início e no final do vídeo.

Quando os espectadores podem ver quem os está ensinando, isso os ajuda a se conectar melhor com o que estão aprendendo.

Algumas pessoas gostam de aparecer na tela durante todo o tutorial. Isso é ótimo!

Cá entre nós, deixe eu contar a você o motivo pelo qual eu não me mostro na tela enquanto digito o código: eu cometo muitos erros. Eu edito bastante para parecer que sei o que estou fazendo. Se eu permanecesse na tela, haveria vários cortes estranhos e as pessoas perceberiam que a frequência da edição foi muito grande e como eu sou péssimo na hora de programar. 😜

Se você vai aparecer na câmera, a maneira mais barata é usar a webcam do seu computador ou a câmera do seu celular. Muitos celulares hoje em dia têm, de fato, uma qualidade de vídeo muito boa.

Se quiser deixar o vídeo com uma qualidade incrível, sugiro uma das câmeras abaixo:

image-66
Câmeras!

Antes de gravar um vídeo, pense com cuidado no que está em segundo plano na imagem. Garanta que não haja nada no quadro que possa distrair o espectador.

Pense no enquadramento do vídeo. Na gravação do vídeo em que você fala, deve haver um pouco de espaço acima da sua cabeça, mas não muito.

image-97
Enquadramento do vídeo!

Gravação da tela

Se estiver usando o Windows, há uma tecla de atalho para começar a gravar sua tela. Basta pressionar a tecla Windows + Alt + R.

No macOS, você pode gravar a sua tela usando o Quicktime, que já vem com o seu computador.

Se quiser mostrar um vídeo da sua tela ao mesmo tempo em que mostra o vídeo de você mesmo falando, você pode configurar isso com o software OBS, que é gratuito.

Eu, no entanto, recomendaria usar apenas o OBS para o vídeo ao vivo. É melhor gravar a tela e o vídeo em que você fala separadamente. Então, você pode combinar os vídeos em seu software de edição. Isso dá mais flexibilidade.

Ao gravar sua tela, certifique-se de que o conteúdo principal sempre ocupe o tanto da tela quanto possível. Pode ser difícil de acreditar, mas quase ⅓ das pessoas que assistem tutoriais de código fazem isso em um telefone celular. O texto todo deve ser o maior possível. Você precisa de um motivo muito bom para mostrar uma janela que não seja a tela cheia.

Não há uma regra específica para o tamanho das fontes, mas sempre pense que o espectador deve ser capaz de ler o texto na tela de um telefone celular.

Ao gravar um tutorial, pode ser útil usar duas telas. Você pode gravar uma das telas para o vídeo e usar a outra tela para o seu script e para o código completo.

Aqui temos um segredo que algumas pessoas usam para fazer com que seus tutoriais pareçam ainda mais bem-acabados. Primeiro, grave o tutorial de código. Depois, transcreva todo o seu diálogo e faça edições pequenas na transcrição para melhorar o fluxo.

Por fim, grave novamente o seu diálogo e adicione-o à gravação da tela original. Pode ser mais fácil ser expressivo e entreter as pessoas se não estiver pensando no que vem a seguir no tutorial.

Aqui temos algumas dicas finais sobre a gravação do vídeo:

  • Mantenha o cursor fora da janela enquanto grava uma apresentação de slides.
  • Certifique-se de ter removido todas as coisas desnecessárias, como barras de tarefas, ícones de aplicações, notificações e o relógio do sistema.

Como editar um curso técnico para o YouTube

Você sempre deve editar seus vídeos para deixar o fluxo mais leve e remover os seus erros.

Use a edição para remover ou reduzir sons indesejados, como ventiladores, tosse e outros ruídos que podem distrair os espectadores. É possível remover os zumbidos e reverberação constante usando software de edição ou plug-ins.

Para uma edição bastante simples, você pode usar o iMovie no Mac ou o Movie Maker no Windows. Esses programas, no entanto, são muito limitados.

Dois dos programas de software de edição mais populares são o Premier Pro e o Final Cut Pro. Com os dois, você poderá fazer tudo o que precisa fazer, mas eles são bem caros.

Aqui temos algumas opções gratuitas para a edição de vídeo:

Depois de decidir qual software usará para a edição, assista alguns tutoriais para aprender as funcionalidades básicas do software.

Se for possível, evite cortes com pulos na edição. Um corte com salto é quando uma seção é removida de um vídeo contínuo, de maneira que fique óbvio que houve um corte.

Duas maneiras comuns de evitar um corte com salto são:

  1. colocar uma imagem ou outro clipe de vídeo no local onde ocorre o corte,
  2. ou fazer um zoom após o corte de modo que pareça que um corte tinha de ser feito ali.

Outras dicas em geral para a criação de um curso técnico

  • Certifique-se de criar cursos autônomos, em que um não dependa de outros, sempre que possível, especialmente quando estamos falando de um curso para iniciantes. Mostre o processo inteiro de instalação de software e das dependências por meio da conclusão do projeto. As pessoas, assim, sempre podem pular adiante se já souberem como fazer algo.
  • Um curso sempre deve incluir a voz de uma pessoa real. Você não deve usar uma voz gerada por computador ou usar música sem diálogos. Se o seu inglês for ruim, considere criar seus vídeos em seu idioma de origem, ou ainda contratar um falante nativo do inglês para fazer a narração do roteiro que você desenvolveu.
  • Nunca use música de fundo em um tutorial de programação. Geralmente, ela vira um elemento de distração. Se as pessoas quiserem escutar música enquanto assistem a um tutorial, elas podem ouvir a música que quiserem e colocá-la a tocar por conta própria.
  • Não mencione sua idade no curso.

Ótimos exemplos de cursos técnicos

Aqui temos alguns grandes exemplos que você pode analisar para buscar inspiração.

Conclusão

Criar um grande curso requer mais que apenas conhecer os detalhes técnicos – também exige prática. Quanto mais cursos você cria, melhor se tornará ao criá-los.

Se você tem um curso que segue as orientações deste artigo e se quiser compartilhá-lo com o canal do freeCodeCamp.org, envie-o para mim. Meu endereço de e-mail é beau@freecodecamp.org.